Xavante desabafa e dispara contra Bolsonaro: ‘Quem ameaça, nunca terá vitória

Por NX1 12/02/2018 - 08:57 hs

Um índio da Etnia Xavante, Tserere Xavante, rebateu um vídeo do presidenciável Jair Bolsonáro, onde o mesmo diz que “se chegar lá – na presidência - ... não vai ter um centímetro demarcado para reserva indígena ou quilombola.” (ver vídeo abaixo). O índioi usou sua página pessoal do Facebook para desabafar.

Segundo Tserere, todos que ameaçaram o povo indígena não irão sentar no trono da Presidência da República Federativa do Brasil. “Quem ameaça nunca terá Vitória. Nunca fomos manipulados por ninguém... não fomos destruídos porque sabemos viver muito bem, o nao índio, nao sabe disso.”, disse.

Segundo o Xavante, seus ancestrais, crianças, mulheres e homens indígenas, estão há 518 anos, sofrendo com várias tentativas de extermínio de formas cruéis.

“Graças a Deus até hoje estamos vivos, somos considerados de povos resistentes, aprovados cada geração de um povo infinito. As Terras indígenas de um povo originário já existe na Lei antes da Consagração da Constituição Federativa de 1988”, comentou.

Tserere lembra que o povo remanescente são filhos de Deus por adoção espontânea e manda recado a Bolsonaro. “Este é o povo originário divinamente conhecido que se declara filhos de Deus, herdeiros e Cordeiro de Cristo. Todos devem fazer o bem uns para os outros, sem interesse. Simplesmente amar pessoas como a si mesmo.”, finalizou.

Tserere é um índio da etnia Xavante e já foi morador de Nova Xavantina; hoje é evangélico e leva a palavra de Deus aos indígenas.

Veja a íntegra do comentário:

"Todos que ameaçaram nosso povo indígena nao irão sentar no trono do Presidente da República Federativa do Brasil. Quem ameaça nunca terá Vitória. Fica sabendo, nunca fomos manipulado por ninguém, o povo sábio pode até viver de muito risco, tribulação, sofrimento, engano, ameaça e perseguição, mas vive intensamente há séculos, nao fomos destruídos porque sabemos viver muito bem, o nao índio, nao sabe disso. Nossos ancestrais, nossas crianças, os inocentes, mulheres e homens indigenatos foram há 518 anos, viveram várias tentativas de extermínio de formas cruéis, Graças a Deus até hoje estamos vivos, somos considerados de povos resistentes, aprovados cada geração de um povo infinito. As Terras indígenas de um povo originário já existe na Lei antes da Consagração da Constituição Federativa de 1988, Que o direito de demarcatorio de terra indígena é legítimo pode ser a terra devoluto para o povo originalmente ou seja naturalmente habitada em qualquer território brasileiro, querendo ou nao deve ser obedecido. Para entender, o Brasil é um país do povo originário é propriedade dos Índios, trata-se de terra para petição judicial em toda instância, no final, o Suprema Coorte defina por JUSTIÇA DE DEUS, Nao terrena a concessão da posse aos índios dominados povos originários. O Povo remanescente é inconfundível de serem filhos de Deus por adoção espontânea. Quando conhece a paternidade divina, acontece a restauração do povo de renovo de sua força. Este é o povo originário divinamente conhecido que se declara filhos de Deus, herdeiros e Coordeiro de Cristo. São os Povos evangélicos indígenas vencedores em todos movimentos sociais indígenas. Bom, por isso, eu nao tem inimigo, adversário, oposição entre indios e nao indios, nem tem preconceito em relação do nao indígena, simplesmente sei meu conceito e o meu lugar e meu limite. Esta é a minha convicções, o que eu sei todos devem fazer o bem uns para os outros, sem interesse. Simplesmente amar pessoas como a si mesmo. Bom, vamos lembrar, nesse ano de 2018 estou pensando em votar no Cabo Daciolo. E vamos votar juntos unidos. Muito obrigado. Vê esta reportagem abaixo.
Deus seja Louvado Eternamente."